Nossa história

Nossa história

A TV Comunitária do Rio de Janeiro, TVC-Rio, foi inaugurada no dia 31 de outubro de 1996. A sua existência foi amparada pela Lei Federal 8977, regulamentada em novembro de 1995 e denominada “Lei do Cabo”, a qual determina que a associação de entidades sem fins lucrativos da sociedade civil, em âmbito municipal, tem o direito de exigir de cada uma das operadoras de TV a cabo no município, a disponibilidade do sinal para emissão de um canal comunitário. É essa mesma Lei de determinou a existência das TVs Universitárias e dos canais Legislativos (TV Senado, TV ALERJ e TV Câmara) e da Justiça. A partir de 2011, a lei que a subtitui é a Lei do Acesso Condicionado (SeAC), Lei 12.485/11 e engloba todas as modalidades de tvs por assinatura, tanto “a cabo”, como também “por satélite” (DTH).
A TV Comunitária do Rio é portanto uma TV de acesso público possibilitando aos diversos setores da sociedade civil expressarem suas idéias e opiniões através de uma grade de programação composta por programas com horário fixo, produzidos pelas entidades filiadas ou pela própria TVC-Rio e pelo acervo composto por documentários e obras de ficção produzidas e doadas por entidades e/ou produtores independentes nos últimos 19 anos.
A TVC-Rio adquiriu sua sede própria em 2004 unificando todas suas áreas nesse espaço físico situado na rua Joaquim Silva 56, 9º andar, Lapa. A partir de então transmite, ininterruptamente, 24 horas por dia, no canal 6 da NET e neste portal da internet.
A TV Comunitária do Rio tem como antecedente direto o vídeo popular, o qual surge no final dos anos 70, nos 5 continentes, com múltiplas experiências de vídeo vinculadas à educação popular, à mobilização social e à produção cultural dos diversos setores da sociedade, com destaque para o segmento mais vulnerável da população. No período compreendido entre a segunda metade da década de 80 e a primeira metade da década de 90, essa modalidade de vídeo realizou 4 encontros latino-americanos e 4 encontros mundiais de vídeo e TVs Comunitárias, o último dos quais foi realizado em São Paulo, poucos meses antes da inauguração da TVC.Rio.
Como resultado da realização da 1ª CONFECOM - Conferência Nacional de Comunicação, realizada em dezembro de 2009 em Brasília, a expectativa das TVs Comunitárias é a sua evolução para TVs de sinal aberto, de acesso público gratuito. A curto prazo, o desafio da TVC-Rio é implantar a Escola de Mídia Comunitária capacitando entidades da sociedade civil, assim como novos grupos que vão surgindo, para terem condições de produzir programas ou desenvolver projetos de gestão de TVs Comunitárias, em nível local ou municipal, tanto no Estado do Rio de Janeiro, como em outros Estados, em nível nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário